Novidades

Redução mamária: por que fazer?
Categoria Geral

Redução mamária: por que fazer?

O nome oficial é mamoplastia redutora e significa uma cirurgia para diminuir o tamanho das mamas. É um procedimento que adequa os seios proporcionalmente ao tamanho do corpo da mulher e pode trazer inúmeros benefícios físicos e emocionais à paciente. 

Neste artigo, vamos descobrir como é realizada, qual a indicação e os cuidados que devem anteceder e proceder a cirurgia. 

Antes de tudo, lembramos sempre a importância de consultar um cirurgião plástico experiente e devidamente capacitado. Ele poderá ajudar na tomada de decisão e esclarecer todas as demais dúvidas. Enquanto isso, vamos conhecer mais sobre esse assunto por aqui. Siga conosco. 

Por que fazer redução mamária? 

A redução de mama é um procedimento que retira o excesso de pele, tecido ou gordura das mamas, adequando-as ao corpo. Muitas vezes, mamas desproporcionalmente maiores causam muitos incômodos à mulher. 

Os principais sintomas são: dores nas costas, ombros e pescoço devido ao peso das mamas; ombros ligeiramente arqueados, irritação na pele dos seios e flacidez. 

Um tamanho grande de seios, maior do que o corpo suportaria, pode causar, além dos problemas físicos descritos acima, traumas psicológicos decorrentes de baixa autoestima, vergonha e insatisfação. 

Por isso, a indicação de cirurgia deve ser considerada se você se encaixa nas descrições apresentadas. Mas lembramos, mais uma vez, que a decisão deve ser fruto de muito diálogo e de uma avaliação honesta sobre a indicação e as expectativas da mulher. 

Como é o procedimento? 

Essa é uma cirurgia sem grandes complicações, mas requer muita atenção antes e depois de realizada. O médico vai solicitar muitos exames para conhecer o histórico de saúde da mulher, como de sangue e mamografias, além de ajustar possíveis medicações. 

Durante o evento, são feitos cortes para retirar o excesso de pele ou gorduras, reposicionamento e diminuição das aureolas e aplicação de pontos para finalização. 

A cirurgia é feita em centro cirúrgico, com anestesia local ou locorregional(raqui) sempre acompanhadas de uma sedação para que você não vivencie o momento cirurgico, A internação dura de 12 a 24h dependendo do seu caso. No entanto, sua saída deve ser acompanhada por uma série de cuidados. 

Cuidados pós cirúrgicos  

O pós-operatório vai requerer paciência e atenção, pois a mulher deverá usar bandagem elástica ou sutiã ininterruptamente pelo período descrito pelo médico. Também pode ser necessário o uso de dreno para que não haja acúmulo de sangue e líquidos na região operada, mas nossa equipe raramente faz uso dos mesmos.

A cicatrização deve ser acompanhada com cautela, evitando esforço físico como suspenção de peso e movimentos bruscos com o braço. A paciente também precisará de medicação anti-inflamatória e que evite infecções. 

Existem riscos inerentes, como em qualquer intervenção cirúrgica plástica, que devem ser observados: infecção, cicatriz, riscos anestésicos, acúmulo de líquidos e mais. No entanto, todos esses riscos podem ser minimizados quando o procedimento é feito com profissional sério e experiente e as recomendações são seguidas a risca. 

O certo é que a redução mamária é um caminho indicado para mulheres que precisam recuperar sua autoestima e ter mais qualidade de vida. 

É preciso ouvir com atenção sobre a saúde e o estilo de vida da paciente, suas queixas e suas expectativas para que se chegue a um resultado satisfatório. Na maioria das vezes, a redução mamária pode ser um marco de uma nova vida para as mulheres. 

Conheça mais e tire suas dúvidas sobre cirurgias plásticas seguindo nossas redes sociais. Até a próxima. 

VOLTAR

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.